POROSIDADE

POR QUE “MUITO MAIS QUE UMA TELA”?

A tela ideal é uma junção de vários pilares e seus benefícios*:

POR QUE O PORO É TÃO IMPORTANTE PARA UMA TELA?

O crescimento bacteriano e a proliferação celular são altamente dependentes do tamanho dos poros. As colônias bacterianas são estabelecidas principalmente nos espaços entre os poros e as fibras. As telas macroporosas (poros ≥ 1 mm) e monofilamentares têm demonstrado facilitar a entrada de macrófagos, fibroblastos e fibras de colágeno que irão constituir o novo tecido conjuntivo, integrar a prótese ao organismo e prevenir a colonização de bactérias e infecções1-4.

Dr. Christiano Claus

A POROSIDADE TAMBÉM ESTÁ RELACIONADA AO ENCOLHIMENTO DA TELA1,2 E 5

Após a implantação da tela no organismo, normalmente granulomas são formados em torno das fibras individuais da tela como parte da reação ao corpo estranho8,9.

Telas com macroporosidade ideal > 1,5 mm, tendem a evitar a formação de pontes, processo pelo qual granulomas individuais se tornam confluentes entre si e encapsulam a tela inteira, levando a formação de placa de fibrose, cicatrização rígida e flexibilidade reduzida1-5.  A retração da tela ocorre devido à contração do tecido cicatricial formado ao redor da tela8,9

POROSIDADE E GRAMATURA

Há sempre uma confusão entre porosidade e peso/gramatura.

Não há correlação entre gramatura (densidade superficial) e porosidade da tela. Qualquer combinação é possível.

No entanto existe uma correlação entre gramatura (densidade superficial) e resistência (resistência tênsil) da tela, portanto, a densidade superficial deve ser considerada7.

7 - Baseado en estudo interno. Resistência à tração versus densidade superficial. Abril, 2019.

No gráfico, podemos observar a relação do peso pela gramatura e a resistência tênsil das telas. É possível identificar que se não houver material suficiente, ou seja, se a tela não tiver peso suficiente, não haverá resistência suficiente.

Então, apesar da macroporosidade ser a chave para uma boa cicatrização, o peso precisa ser considerado.

É necessário alcançar um equilíbrio entre a quantidade ideal de material a ser utilizado para resistir ao estresse mecânico e minimizar a reação inflamatória7.

A porosidade da tela é mais importante que o peso, porque as quantidades de tela serão de apenas alguns gramas (g /m²), enquanto a porosidade (independente do material: PET ou PP) afetará a integração da tela e, portanto, a eficácia do reparo mais significativamente1-5.

Na tabela abaixo, pode-se ver que não há nenhuma correlação entre peso e tamanho dos poros, no entanto, a força tênsil (mínima) e a gramatura estão correlacionadas, portanto, a gramatura deve ser considerada porque está diretamente ligada à resistência da tela, veja que a tela de menor gramatura (concorrente 1) é também a mais fraca, enquanto a tela de maior porosidade (SymbotexTM), que apresenta uma gramatura adequada é a mais resistente, então peso e porosidade deve ser pensado como coisas diferentes1-6 ; † ; ††.

CONHEÇA MAIS SOBRE A TELA SYMBOTEX - CLIQUE AQUI

Concluindo o pilar porosidade, disponibilizamos abaixo uma tabela contendo todo o portfólio de telas para hérnia da Medtronic e suas macroporosidades:

†.Baseado em estudo interno. Resistência à tração versus densidade superficial. Abril, 2019.
††. Baseado no relatório interno nº 0901CR226. Malha composta Symbotex ™ (Tipo 3DS Têxtil) versus Malha composta otimizada Parietex ™ (Tipo Y50 têxtil). Comparação de têxteis. Out.2013.


CONHEÇA TODAS AS NOSSAS TELAS - CLIQUE AQUI! 

REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS
*Lefranc O, Bayon Y, Montanari S, Gravagna P, Thérin M. Reinforcement materials in soft tissue repair: Key parameters controlling tolerance and performance-current and future trends in mesh development, new techniques in genital prolapse surgery. Springer London. 2011; 275–287.a

1. Zogbi L. The Use of Biomaterials to Treat Abdominal Hernias. In: Pignatello R., editor. Biomaterials Applications for Nanomedicine. 1st ed. Volume 18. InTech; Rijeka, Croatia: 2008. pp. 359–382.
2. Gonzalez R, Fugate K, McClusky D. Relationship between tissue ingrowth and mesh contraction. World J Surg. 2005; 29(8):038–1043.
3. Muhl T, Binnebosel M, Klinge U, Thomas G. New objective measurement to characterize the porosity of textile implants. Journal of Biomedical Materials Research Part B: Applied Biomaterials. 2008;84B(1):76–183.
4. Klinge U, Klosterhalfen B, Birkenhauer V, Junge K, Conze J, Schumpelick V. Impact of polymer pore size on the interface scar formation in a rat model. J Surg Res. 2002;103(2): 208–214.
5. Lake SP, Ray S, Zihni AM, Thompson DM Jr, Gluckstein J, Deeken CR. Pore size and pore shape - but not mesh density - alter the mechanical strength of tissue ingrowth and host tissue response to synthetic mesh materials in a porcine model of ventral hernia repair. J Mech Behav Biomed Mater. 2015;42:186–197.
6. Lefranc O, Bayon Y, Montanari S, Gravagna P, Thérin M. Reinforcement materials in soft tissue repair: Key parameters controlling tolerance and performance - current and future trends in mesh development, new techniques in genital prolapse surgery. Springer London. 2011; 275–287.
7. Cobb WS, Kercher KW, Heniford BT. The argument for lightweight polypropylene mesh in hernia repair. Surg Innov.2005;12(1):63–69.
8. Klinge U, Klosterhalfen B, Birkenhauer V, Junge K, Conze J, Schumpelick V. Impact of polymer pore size on the interface scar formation in  a rat model. J Surg Res.2002;103(2):208–214.

Observação aos pacientes: Todos os dispositivos mostrados aqui são produtos de prescrição e devem ser obtidos de um profissional ou médico licenciado. Os pacientes não podem adquirir diretamente da Medtronic.

Registros 10349000264, 10349000546, 10349000264, 10349000279, 10349000439, 10349000526, 10349000690 ©2020 Medtronic. Todos os direitos reservados. Medtronic, o logo da Medtronic e Outros, são em conjunto marcas registradas da Medtronic. ™* Marcas de terceiros são marcas registradas de seus respectivos proprietários. Todas outras marcas são marcas registradas de uma empresa da Medtronic.

Previous Article
SOMOS SOLUÇÕES PARA HÉRNIA
SOMOS SOLUÇÕES PARA HÉRNIA

PRÓXIMO
INTEGRAÇÃO
INTEGRAÇÃO

Por que a integração é tão importante para uma tela?