INTEGRAÇÃO

POR QUE “MUITO MAIS QUE UMA TELA”?

A tela ideal é uma junção de vários pilares e seus benefícios*:

PODEMOS COLOCAR QUALQUER MATERIAL NO CORPO HUMANO?

Foi descrito por Gristina AG et al.  há mais de 30 anos que, ao implantar qualquer material no organismo, se dá início a uma “corrida para a superfície”1 entre células e bactérias, em resumo, é uma disputa entre a integração das células dos tecidos e a aderência bacteriana à superfície da tela2.

O organismo enxergará e tentará colonizar os primeiros 10nm* do material implantado3 portanto, o material da tela tem extrema relevância, pois é a superfície do biomaterial, que seleciona o vencedor1,2.

*10 nm é 10.000 vezes mais fino que um fio de cabelo

POLIÉSTER E POLIPROPILENO


POLIÉSTER – HIDROFÍLICO
Uma superfície hidrofílica (atração de água) melhora a integração e a proliferação celular. Como somos predominantemente compostos de água, as células são atraídas para a tela, promovendo uma rápida integração tecidual.4-9 

POLIPROPILENO – HIDROFÓBICO
Uma superfície hidrofóbica repele a água, com isso, a integração da tela é mais lenta, levando a um maior risco de resposta inflamatória.4-9


Assista ao vídeo do Dr. Heitor Santos com nossa tela ProGripTM, que possui um material que facilita a integração e colonização celular.

Assista ao vídeo da aplicação da Tela Laparoscópica Autofixante ProGripTM  com o Dr. Marcelo Furtado.

 

POR QUE SUPERFÍCIES HIDROFÍLICAS MELHORAM A INTEGRAÇÃO DA TELA E A PROLIFERAÇÃO CELULAR5,6 e 8

Dr. Zelzer M. et Al de 2012 realizou um experimento que compara superfícies mais ou menos hidrofóbicas e superfícies mais ou menos hidrofílicas e a colonização celular5:

Em superfícies hidrofóbicas, ao colocar uma gota de água na superfície, a gota permanece redonda e com um ângulo grande entre a tangente e a superfície.

Em superfícies hidrofílicas a gota se espalha e se achata, ou seja, ela será mais comprida e com um ângulo menor.

Dr. Zelzer M. et Al posicionou algumas células em superfícies hidrofílicas e hidrofóbicas usando tratamento de plasma e aguardou 3 dias.

O resultado demonstrou que quanto mais hidrofóbica a superfície, menor a adesão e a proliferação celular. Por outro lado, quanto mais hidrofílica, melhor é a adesão e proliferação celular5.

Para serem funcionais, células e fibroblastos, precisam estar espalhados e achatadas na superfície, pois dessa forma liberam pseudópodos que secretarão as proteínas certas.5,9 e 10 

As células são compostas por 98% de água, portanto para estarem achatadas, podem ser comparadas a uma gota de água.5,9 e 10

Na Medtronic, temos a ProGripTM Lap, cujo material são os poliésteres PET e PLA (tereftalato de polietileno e ácido polilático) e a ProgripTM para cirurgias abertas que é uma mistura entre polipropileno PP e o poliéster PLA (ácido polilático).

O PET ou o PLA são ambos hidrofílicos, enquanto o polipropileno PP é mais hidrofóbico.125 

Foram realizados em laboratório, testes in vitro com os dois modelos de ProGripTM, onde as amostras foram populadas com fibroblastos9.

A imagem abaixo retrata o que aconteceu após dez dias de incubação:

Na ProGripTM Lap (material PET e PLA) é possível ver as células se proliferando por todo o fio. Todos os pequenos pontos visíveis são células que colonizaram in vitro a tela por completo. No lado direito, é possível ver que as células colonizaram primeiro o ácido polilático, que é mais hidrofílico que o polipropileno9.

Como as células não têm espaço suficiente, então, acabam “subindo” no polipropileno e também o colonizarão, portanto ambos os materiais serão colonizados, mas em primeira instância, as células colonizarão a parte mais hidrofílica.

Como o polipropileno está no limite da hidrofilicidade e hidrofobicidade será colonizado, mas materiais altamente hidrofóbicos, a colonização não acontecerá e a tela não será integrada pelas células.5 e 10

CONHEÇA NOSSAS TELAS AUTOFIXANTES PROGRIPTM 

CIRURGIA LAPAROSCÓPICA - CIRURGIA ABERTA

Bactérias podem aderir e se proliferar em qualquer superfície, seja ela hidrofílica ou hidrofóbica9, a grande questão é:

E se as bactérias aderirem a uma superfície muito hidrofóbica e os macrófagos não estiverem lá para persegui-las?

Portanto a escolha do material é fundamental para um bom resultado da integração da tela ao organismo do paciente.


CONHEÇA TODAS AS NOSSAS TELAS - CLIQUE AQUI! 

REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS.

1. Gristina AG et al. Med Prog Technol 1988-1989;  14(3-4): 205-24.
2. Busscher HJ1, van der Mei HC, Subbiahdoss G, Jutte PC, van den Dungen JJ, Zaat SA, et al. Biomaterial-associated infection: locating the finish line in the race for the surface. Sci Transl Med. 2012 Sep 26;4(153):153rv10
3. Based on a Namsa preclinical study #163905. Symbotex™ composite mesh versus competitors in a pig bowel abrasion model. Oct. 2013.
4. Bilsel et al. The search for ideal hernia repair; mesh materials and types. International Journal of Surgery, V. 10, I. 6, 2012, 317-321
5. Zelzer M, Majani R, Bradley JW, Rose FR, Davies MC, Alexander MR. Investigation of cell-surface interactions using chemical gradients formed from plasma polymers. Biomaterials. 2008; 29(2): 172–184.
6. Sannino A, Conversano F, Esposito A, Maffezolli A. Polymeric meshes for internal sutures with differentiated adhesion on the two sides. Journal of Materials Science: Materials in Medicine. 2005; 16(4): 289–296.
7. Klosterhalfen B, Klinge U. Retrieval study at 623 human mesh explants made of polypropylene–impact of mesh class and indication for mesh removal on tissue reaction. J Biomed Mater Res B Appl Biomater. 2013;101(8):1393-9.
8. Lim JI, Yu B, Lee YK, Fabrication of collagen hybridized elastic PLCL for tissue engineering. Biotechnol Lett. 2008;30(12):2085–2090.
9. Based on internal test report # T2306CR022a that assesses local safety and tolerance. October 2014.
10. WENZEL, R. N. Surface roughness and contact angle. Journal of Physical and Colloid Chemistry, v. 53, n. 9, p. 1466 - 1467, 1949. ISSN 0092-7023.

Observação aos pacientes: Todos os dispositivos mostrados aqui são produtos de prescrição e devem ser obtidos de um profissional ou médico licenciado. Os pacientes não podem adquirir diretamente da Medtronic.

Registros 10349000279, 10349000439 ©2020 Medtronic. Todos os direitos reservados. Medtronic, o logo da Medtronic e Outros, são em conjunto marcas registradas da Medtronic. ™* Marcas de terceiros são marcas registradas de seus respectivos proprietários. Todas outras marcas são marcas registradas de uma empresa da Medtronic.

Previous Article
POROSIDADE
POROSIDADE

Por que o poro é tão importante para uma tela?

PRÓXIMO
ADERÊNCIA
ADERÊNCIA

Por que a aderência é tão importante para uma tela?